Coetus Declaratio

Latin - Italian - French - Polish - Portuguese - English - Chinese - Spanish - German - Arabic

DECLARAÇÃO CONJUNTA

1. O primeiro e mais importante passo a ser feito, certamente o mais simples e imediato aos leigos cristãos, é o da análise séria e sincera dos abusos litúrgicos e das violações canônicas.

2. Inserimo-nos, portanto, na esteira da Tradição da Igreja, recebendo tudo quanto é previsto no Motu Proprio Summorum Pontificum, que ilumina a convivência das duas formas do rito latino em sua legitimidade, riqueza e contemporaneidade.

3. Nossa sensibilidade direciona-nos a privilegiar e aprofundar a Forma Extraordinária do rito latino. Desse modo, queremos salvaguardar o nosso ser comunidade cristã, defendendo o primado do cuidado pelas almas através da tutela de uma clara identidade dotrinal e moral.

4. Comprometemo-nos a ser tutores, no que concerne às nossas forças e à nossa capacidade, do tesouro da cultura cristã, que encontra no culto a sua fonte originária, via por meio da qual a ordem interior e exterior do mundo pode ser restabelecidada; assumimos tal encargo como uma missão da qual o cumprimento repousa tão somente nas mãos de Deus.

5. Entendemos que a liturgia seja capaz de agir no íntimo dos fiéis numa atitude de mansidão e de dedicação a Deus para uma renovação autêntica da Igreja, na esteira da Tradição, apenas se ela for cultivada em suas formas mais nobres, dentre as quais evidenciamos a Forma Extraordinária.

6. Para colocar em ação o nosso projeto, empenhamo-nos em viver a comunhão entre os vários Coetus fidelium, de modo a proteger-nos dos abusos litúrgicos, promover iniciativas em comum e ajudar-nos uns aos outros a ser testemunhas críveis, guardiães da doçura da doutrina e da beleza da fé.